was successfully added to your cart.

BALLET DE REPERTÓRIO: GISELLE



By March 26, 2018Journal
BALLET DE REPORTÓRIO- GISELLE

BALLET DE REPERTÓRIO: GISELLE

Como já contei aqui antes, o ballet de repertório revolucionou a modalidade artística ao investir na precisão dos movimentos e na interpretação dramática dos bailarinos. Com o intuito de contar uma história por meio da dança, essas montagens acabaram se tornando clássicos que são encenados até hoje pelas maiores companhias do mundo como Royal Ballet, Ballet de L’Opera de Paris, American Ballet Theater.

Montado em 1841, Giselle foi o segundo ballet criado desse estilo romântico e é um marco na história da dança. O papel de Giselle é um dos mais procurados e difíceis no ballet, já que exige a união da técnica perfeita com uma excelente interpretação. Ele foi responsável também por transformar bailarinas em estrelas. Muitas delas tem Giselle como o seu grande papel.

A obra foi criada em conjunto pelo escritor Theóphile Gautier, o libretista Vernoy de Saint-Georges e os coreógrafos Jean Coralli e Jules Perrot. A composição da música ficou a cargo de Adolphe Adam, que a escreveu em apenas três semanas. Porém, a versão de Giselle que se tornou um das mais encenadas da atualidade foi criada, em 1965, pelo coreógrafo inglês Peter Wright.

Com uma dramaturgia acentuada, o ballet Giselle é dividido em dois atos. A primeira parte começa com o realismo do cotidiano e mostra a história de uma humilde camponesa, Giselle, que se suicida após sofrer uma desilusão amorosa. No segundo ato, a dança embarca no universo mágico e imaterial, onde Giselle encontra as Willis, espíritos de moças que morreram antes do dia do casamento. Para vingar-se, elas se reúnem e obrigam os rapazes a dançarem até a morte. Mas quando a rainha das Willis vai atacar seu amado, Giselle acaba salvando-o.

A história original da dança passou por algumas mudanças antes de chegar à versão mais conhecida atualmente. A cena forte do final do primeiro ato que resultava no suicídio de Giselle na primeira versão chocou o público da época e, futuramente, foi adaptado para uma morte por ataque do coração. Mas, de qualquer forma, a história não tinha como não virar um clássico que faz sucesso absoluto todas as vezes que é remontado.

Leave a Reply