GRANDES BAILARINAS: ALESSANDRA FERRI

By September 6, 2017Journal

GRANDES BAILARINAS: ALESSANDRA FERRI

Dançar não tem idade, certo? Escrevo aqui sempre sobre como podemos desafiar nossos limites e nos expressar com nossos corpos e a bailarina que apresento para vocês hoje representa exatamente isso! A italiana Alessandra Ferri tem 54 anos e continua atuante no mundo do ballet, embora com uma pequena parada no meio do caminho.

Ferri começou sua carreira no The Royal Ballet de Londres e foi promovida à primeira bailarina com apenas 19 anos, tornando-se a mais nova profissional a alcançar a façanha na companhia. A maior parte de sua trajetória, no entanto, acontece nos Estados Unidos onde ela consolidou sua carreira como primeira bailarina do American Ballet Theatre (ABT), permanecendo por mais de 20 anos.

Em 2007, Ferri anunciou sua aposentadoria dos palcos com o intuito de se dedicar à família, mas não conseguiu ficar distante muito tempo. Sua grande paixão e vocação é o palco e lentamente ela passou a ensaiar seu retorno. Fazendo algumas apresentações como artista convidada desde 2013, sua volta definitiva aconteceu em 2016, quando foi convocada pelo ABT a reprisar sua Julieta, papel marcante em toda a carreira da bailarina.

A apresentação foi um sucesso e Ferri, com 53 anos na época, falou um pouco sobre sua condição física em entrevistas: “Claro que existem limitações. Algumas delas são intransponíveis, mas outras são superáveis. Eu trabalho duro no meu corpo e não penso que tudo isso está garantido”. Vale lembrar que a carreira no mundo do ballet não costuma ser muito longa devido ao esforço exigido do corpo e as constantes contusões; normalmente as bailarinas se aposentam na faixa dos quarenta anos. Inclusive, no Paris Opera Ballet é mandatória a aposentadoria para todos os bailarinos da companhia aos 42 anos!

Para mim, o ballet além de exigir do físico, também tem a necessidade de uma grande força de vontade e uma mente disciplinada. “Se há alguma dificuldade com o seu corpo, você deve dizer ‘eu sou mais forte e vou ultrapassar a dor e a dificuldade trabalhando duro, se para isso eu devo ficar uma hora a mais, eu ficarei uma hora a mais'”, Ferri contou em outra entrevista.

Ela tem encarado o envelhecimento com delicadeza e entendido que apenas porque está mais velha não significa que deve desistir de sua grande vocação. Deixo vocês com uma citação super inspiradora dela e espero que estimule muitas pessoas a abraçarem suas idades e tudo de incrível que vem com elas. E por que não, também o ballet?

“É como ir para um novo apartamento e você diz ‘mas eu não quero deixar a minha casa, eu sou muito feliz aonde estou’, mas você tem que ir. E quando você deixa tudo para trás e não sabe para onde está indo é um pouco assustador. Mas agora estou desse outro lado e está tudo bem. Não é como quando eu tinha 20 e nem como quando eu tinha 30 anos; claro que não é. Eu estou curtindo onde estou agora e eu estou fazendo coisas incríveis.”

Foto: Rosalie O’Connor

Leave a Reply